A Natureza das coisas



Olá amadas, desejo que estejam bem. E chegamos com fé e esperança no mês de Junho.

Metade de um ano, estamos finalizando o primeiro semestre de um ano atípico, diferente e que tem exigido de todos os seres humanos resignação e criatividade. E Estamos aqui, prestes a embarcar no segunda metade do ano.


Junho é tradicionalmente o mês da alegria, mês de São João, mês dos enamorados, mês da fogueira, da pipoca, do forró e da luz no coração. Eu sei que muitas de nós aqui esperávamos pular fogueira, dançar quadrilha nesse mês, mas as coisas são como devem ser. Mas, Junho será o mês da alegria e da festança aqui no música em nós!! Então, arrasta as cadeiras, que este mês será regado a um bom forró para nos animar.


Pois bem, para começarmos vamos falar que tudo está dentro de um plano maior, tudo tem o tempo certo para acontecer, é preciso aprendermos olhar a natureza e a naturalidade com que ela faz os frutos surgirem, mas antes é preciso florir, antes é preciso crescer, antes é preciso plantar. Tudo tem seu tempo e tudo no tempo tem vez. Portanto não há razão para nos avexarmos, e é isso que a canção de Accioly Neto nos diz.


“A natureza das coisas” já nos faz repensar nossa postura com a simples frase: se avexe não, amanhã pode acontecer tudo, inclusive nada. A vida tem me mostrado que as coisas são como devem ser, é importante nos planejarmos, nos organizarmos para realizar os planos, mas há algo que está para além de nós, e o que nos cabe é entender, caso o nada seja o que esteja reservado. A boa notícia, é que essência do tudo é o nada, então podemos realizar o que quisermos, mesmo que o nada seja o ponto inicial.


Se avexe não, a lagarta rasteja até o dia em que cria asa, nos lembra que pra sermos vitoriosas precisamos batalhar, antes de voarmos, precisamos fortalecer nossa base. Se avexe não, que a burrinha da felicidade nunca se atrasa, nos enche de esperança, pois como já diz o ditado “o que é nosso está guardado”, e que alegria saber disso né. A vitória é certa pra quem busca por ela, e se aprendermos a saborear cada momentos, a felicidade será pontual, e ela sempre estará na porta de casa. Essa canção, já interpretada por tantas vozes, conta que somos todos iguais, independente se é princesa ou lavadeira, pra ir mais alto terá que batalhar pelo seu lugar ao sol.


Então minhas amigas, não vamos nos avexar, não precisamos deixar a ansiedade do incerto nos invadir o coração, que possamos manter a serenidade no olhar e a paciência para

aguardar o momento das coisas, lembrando que toda caminhada começa no primeiro passo.


Arrasta as cadeiras aí “cumadi”, que o forró vai começar! Encontrei uma versão bem “pé de serra” de uma banda chamada Menina do céu (achei lindo o nome da banda rs).

ah! Lembre-se que coisa boa é namorar.




51 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ritmus