A Vida Íntima de Pippa Lee


(2009/1h40m/ Comédia/Drama/Romance)

Elenco: Robin Wright, Alan Arkin, Winona Ryder, Mike Binder, Keanu Reeves, Monica Bellucci, Ryan McDonald, Cornel West, Maria Bello, Julianne Moore.

Direção: Rebecca Miller

Nacionalidade: Estados Unidos

Olá leitoras, hoje vamos falar sobre Pippa Lee (Robin Wright/Blake Lively) que é a esposa perfeita, mãe dedicada e dona de casa sem igual de Herbie (Alan Arkin), um editor de livros trinta anos mais velho que ela e que sofre com problemas cardíacos, juntos eles têm uma vida aparentemente impecável.


Para preservar a saúde de Herbie, o casal se muda para um local mais pacato, o que faz com que a essência do que Pippa era no passado volte a se manifestar. Em flashes entre passado e presente, vamos descobrindo quem é Pippa Lee, uma jovem que desde cedo tem problemas de relacionamento com sua mãe, sai de casa ainda bem jovem e tem uma juventude completamente sem limites, até que conhece seu marido, se casa e passa a dedicar toda a sua vida a ele e seus dois filhos.


Entre os sinais de que Pippa está perdendo o controle da sua vida são as crises de sonambulismo que se tornam cada vez mais frequente, em seguida um flerte com o filho de uma vizinha Chris Nadeau (Keanu Reeves). Pippa também tem uma relação um tanto complicada com sua filha, e no meio desse momento em que se vê precisando de liberdade, descobre que seu marido está tendo um caso com uma de suas melhores amigas.


O que acontece com Pippa é que no fundo aquela sua personalidade da infância e adolescência está viva dentro dela, e o que faz com que ela se retraia e viva uma vida para os outros de certa forma retraída e não tenha vivido para ela mesma é a culpa que ela sente pela morte trágica da ex-mulher de seu atual marido.


As nossas vivências moldam nossa personalidade e a forma como vemos a vida, e às vezes essas memórias voltam para nos fazer refletir e de certa forma nos despertar para a forma como estamos vivendo, foi isso que aconteceu com Pippa, com a morte de seu marido ela passa a se sentir liberta da culpa que a prendia, se reconcilia com sua filha, e decide que sua vida merece um destino mais livre, mas sem deixar de lado seu amor pela sua família e pela sua história.


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo