Dando um chega pra lá na ansiedade!


No artigo de hoje vamos falar um pouquinho sobre ansiedade. Nesse momento que estamos vivendo ela se aflora na maioria das pessoas, se apresentando de diversas maneiras. Então vamos entender o que é essa tal de ansiedade, porque nos sentimos assim e o que podemos fazer para manter o equilíbrio e o controle.

Ansiedade é uma reação natural do corpo ao estresse. É um estado emocional caracterizado por sentimentos de tensão, preocupação e pensamentos ruins, sendo assim nem sempre se caracteriza como doença. O sentimento de ansiedade é saudável para o indivíduo, pois ele o impulsiona a realizar projetos, prosperar e planejar o futuro. É aquele sentimento que temos no primeiro dia de aula, ou no primeiro dia do trabalho novo, ou até mesmo antes de uma apresentação importante. Algo que todos nós já sentimos.


O transtorno de ansiedade é uma doença causada pelo excesso de ansiedade ou medo, interferindo no dia a dia da pessoa e afetando diretamente o seu comportamento. As doenças mentais representam uma proporção significativa da incapacidade global, e representam uma carga social, econômica e de saúde substancial, e nesse momento que estamos vivendo os sintomas crescem substancialmente. Podendo se apresentar como: transtorno depressivo, transtorno de ansiedade generalizada, transtorno alimentar, transtorno de pânico, transtorno obsessivo compulsivo, dentre outros.


Este transtorno mental faz com a pessoa tenha pensamentos negativos e uma série de sintomas físicos e emocionais que podem prejudicar a vida social e a rotina. Além disso os transtornos de ansiedade podem aumentar os riscos de desencadear doenças cardiovasculares, obesidade e diabetes, além de ganho de peso, gordura abdominal e aumento da pressão arterial. A ansiedade provoca no organismo um estado crônico de inflamação. A pessoa que sofre com essa patologia costuma dormir mal, se alimentar de forma errada, não pratica exercícios físicos, apresenta ganho de peso e mantém a mente sempre cheia de problemas e pensamentos ruins, tudo isso são fatores que aumentam as citocinas inflamatórias em nosso corpo. É um estado em que mente e corpo estão em desequilíbrio.


As causas da ansiedade não são bem estabelecidas, mas há fatores que podem influenciar uma pessoa a desenvolver ou estar mais predisposta a esse sentimento como: histórico de transtorno de ansiedade na família; traumas passados (perda de um ente e acidentes marcantes); problemas na infância; doenças físicas; dores físicas crônicas; abuso de drogas, álcool; ou momentos de crise mundial como o que estamos vivendo atualmente, onde as pessoas tiveram que mudar sua rotina de forma drástica.


Os sintomas podem ser físicos: taquicardia, sensação de formigamento, falta de ar, sudorese, tontura, dor de cabeça, dores musculares, insônia; ou emocionais: tristeza, agressividade, nervosismo, fala acelerada, dificuldade de concentração, preocupação excessiva.


O transtorno de ansiedade pode acabar afetando a vida das pessoas em muitos aspectos, trazendo consequências no trabalho, nas relações conjugais e até mesmo no corpo. Tudo isso contribuindo muito para a piora do quadro de ansiedade.


Atualmente, o tratamento é dominado pela farmacoterapia, como antidepressivos e psicoterapia, como terapia cognitivo-comportamental. Porém existem outras alternativas que estão sendo estudadas na área da psiquiatria nutricional, incluindo o uso de ômega-3, folato, S- adenosilmetionina, N- acetilcisteína e probióticos. Dois exemplos de fitoterápicos que possuem propriedade antidepressivas e ansiolíticas, que são seguros e eficazes, são o Crocus sativus (açafrão) e Ashwagandha.


O controle da ansiedade exige algumas medidas que partam de nossa iniciativa. E aqui se aplica muito o que estamos vivendo com a pandemia. As pessoas estão em casa, com mais tempo livre e ocioso, vivem preocupadas com o amanhã, a cabeça não para de tantas possibilidades de tantos “se”, ficam 24 horas ligadas em notícias ruins e pensamentos ruins.


Um meio de sair desse ciclo de improdutividade e ansiedade pelo amanhã é usando esse tempo de reclusão a seu favor. Faça aquilo que um dia você quis mas não tinha tempo, aproveite para se conhecer e conhecer melhor a sua família, viva bons momentos com quem você ama, leia, estude, faça um curso online, melhore seu currículo, pare de reclamar e tente melhorar como pessoa, como mãe, como esposa, como profissional. Movimente-se, mantenha a atividade física, coma bem, não saia comendo tudo o que vê pela frente, tente manter o equilíbrio, durma bem. Se mantenha informado porém saiba filtrar as informações. Use a criatividade, volte a ser criança.Tire um aprendizado disso tudo que estamos vivendo.


Faça desse momento uma oportunidade positiva na sua vida.



39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo