Hábitos Saudáveis 04 - Receber


Olá queridas leitoras, me encontro mais uma vez diante de vós, com o coração repleto de amor, para mais uma conversa a respeito dessa série Hábitos Saudáveis.

Hoje, gostaria de compartilhar mais um aprendizado que recebi nesse caminho do autoconhecimento. Nos artigos anteriores, falamos a respeito do estar no PRESENTE e sobre como esse ato pode trazer movimento para nossas vidas. Falamos também a respeito do que é a GRATIDÃO e como ela pode trazer saúde, melhorando nossas relacionamentos. Outro ponto abordado foi o hábito de SERVIR e como ele pode ativar o fluxo do prosperidade em nossas Vidas. Assim, hoje dando sequência, gostaria de falar um pouquinho a respeito do RECEBER.

Sim, um recente aprendizado para mim que não sabia nem receber um elogio, quanto mais um presente. Quem dirá então receber aquilo que o universo me reservara.

É, parece uma situação boba falando assim né? E você sabe receber? Vou te ajudar nessa pergunta ao citar alguns exemplos:

Quando você veste uma roupa bonita, um amigo ou amiga lhe encontra e diz:

- Você está elegante hoje!

Você responde:

-Não, imagina! Essa roupa é tão velha!

Quando você faz um bom trabalho, seu chefe chega e diz:

“Fantástico! Parabéns pelo seu desempenho.”

E você diz:

“Imagina, estou fazendo apenas o meu trabalho.”

Quando uma pessoa do serviço está indo buscar um café e lhe oferece para trazer um para você também.

E você responde:

Não precisa se incomodar, eu mesmo faço.

E posso citar inúmeras situações corriqueiras que acontecem em nosso dia-a-dia, e se você se enquadra em apenas uma dessas que falei, você pode e deve exercitar mais o ato de receber.

E eu posso te auxiliar a entender um pouquinho mais a respeito desse assunto: como podemos praticar esse hábito e o que isso pode te trazer de benefícios.

A palavra receber traz com ela a força da compensação, se traduz no ato de ganhar, aceitar, considerar algo que outro lhe oferece. Cria o equilíbrio em qualquer relação.

Olha só que interessante, quando entendemos o significado de receber e perceber que isso demonstra uma consideração com o outro, um ato de respeito, torna-se mais fácil abrir o nosso coração para essa prática. O ato de receber dá a oportunidade à quem oferece, de saldar algo que está em débito, algo que está em falta e tudo retorna ao equilíbrio.

Vocês lembram que no artigo anterior eu disse que o ato de servir gera um vácuo no universo e em nossas vidas? E que esse espaço só é preenchido com o receber? Então, daí a extrema importância de aprender a receber.

Já pensou se o universo preparou algo especial para você e quando ele resolve te enviar você está com a porta fechada para receber? O que acontecerá? Certeza que aquilo será enviado para outro lugar, para outra pessoa, pois no universo nada fica parado sem utilidade.

Por muito tempo na minha Vida, eu achava que se eu ficasse feliz com um elogio, ou um presente, ou uma gentileza, eu não estaria sendo humilde perante Deus. Hoje, depois de tantos tropeços nessa caminhada, percebo que a atitude de NÃO receber, ou seja de rejeitar, mesmo que educadamente, é que me faz arrogante. Afinal, eu não preciso daquilo que o outro me oferece, eu sou melhor, superior, entende?

A atitude de receber é nobre e nos coloca como iguais àqueles que estão nos oferecendo. Nos conecta com os outros como irmãos, pois quando abro meu coração para receber e aqui falo de gestos (elogios sinceros, presentes, gentilezas, carinho), encontro-me desarmada perante ao outro e pronta para aceitar o que me cabe diante dele e diante da Vida.

Na prática dos meus atendimentos, conheci algumas pessoas que sabiam servir, entretanto suas Vidas não prosperavam e, quando vinham à luz as dinâmicas do subconsciente, essas pessoas não sabiam receber.

Por muitas vezes, a Vida nos presenteia através das pessoas que nos cercam, através de oportunidades e momentos únicos de aprendizados e alegrias, mas só conseguimos perceber quando estamos com esta postura aberta, com o coração sem reservas, sem julgamentos diante dos movimentos que ela nos traz.

E como podemos praticar isso, Dumara?

De maneira simples, em qualquer lugar, comece com alguém bem próximo a você, pode ser um familiar, um amigo, alguém que você se sinta à vontade. Preste atenção em sua forma de responder a um elogio, aqui falo de palavras sinceras que aquecem o coração da gente e não de floreios e puxação de saco, acreditem que tem diferença e a gente percebe isso.

Enfim, se uma pessoa chegar para você e elogiar suas qualidades, seu jeito de vestir ou sua palavra amiga, apenas diga OBRIGADA. Veja como aquilo vai fazer bem a pessoa que falou e a você também, lembre-se que falamos anteriormente, que a prática de SERVIR nos revela o nosso caminho, a nossa missão. E como percebemos isso? Através dos retornos que os outros nos dão, palavras de incentivo, de carinho, elogios sinceros. Isso pode ser o Universo falando: Siga adiante, você está no caminho certo!

Quando uma pessoa lhe oferece um copo de água, um café, uma gentileza, apenas diga: “Sim, aceito! Obrigada!” Pode ser a forma que ela tem para te dizer: olha quero te agradecer pela sua amizade, pelas vezes que você me auxiliou quando precisei. Há várias linguagens do Amor. Deixe que o outro a manifeste a forma dele de amar e aceite.

O ato de receber nos liga profundamente ao outro, nos coloca como iguais, nos fortalece, pois nos torna mais capazes de amar e de receber amor. Isso gera um ciclo crescente


de bem-aventuranças, nos conecta com a justa compensação de nossos atos e com o equilíbrio do Universo.


E então você está disposto a receber aquilo que o universo tem para te oferecer?


74 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ritmus