Hábitos saudáveis 1–Estar no Presente


Olá amadas leitoras, é uma honra estar aqui novamente e poder compartilhar algo a respeito do autoconhecimento, hoje especificamente com esse tema: hábitos saudáveis.

No artigo anterior, conversamos a respeito do poder dos nossos hábitos. Dada à importância desse assunto e aproveitando esse período que temos um tempo maior para dedicarmos a nós mesmos, resolvi escrever uma série de artigos sequenciais que dizem respeito a práticas regulares que podem contribuir para nosso desenvolvimento pessoal.

Não quero abordar aqui hábitos físicos, tais como: práticas diárias de atividades físicas, alimentação adequada e tantos outros que também colaboram para o bem-estar no geral. Minha intenção é trazer a vocês aprendizados que recebi e são direcionados ao nosso eu, em um aspecto mais profundo. Hábitos relacionados à nossa postura interna, às nossas emoções e ao nosso subconsciente. Dito isso, vamos iniciar com uma das práticas frequentes que considero importante para chegar ao equilíbrio emocional: “ESTAR NO PRESENTE”.

Mas o que é isso, Dumara? Como assim estar no presente? Calma, eu explico.

Estar no presente, também conhecido como estado de presença é estar vivenciando cada momento da sua vida como se ele fosse único, porque de fato ele é. Manter nossa mente concentrada naquilo que estamos fazendo no momento. ESTAR NO PRESENTE significa estar diretamente conectado com o seu momento, consigo mesmo e com tudo aquilo que você esta vivenciando. E isso é possível? Siimmmmmm.

E tenho duas chaves para isso:

A primeira é DESAPEGAR DO PASSADO. Não devemos ficar presos a acontecimentos que nos trouxeram sofrimento. Podemos e temos capacidade de olhar para esses acontecimentos sempre buscando as lições que nos trouxeram, apesar de algumas serem bem doloridas. Há feridas que só cicatrizam com o tempo e se no momento não consigo cura-las, apenas deixo com que o tempo se encarregue de cicatriza-las, até que me sinta fortalecido para resolvê-las. Uma das lições aprendidas nessa caminhada do autoconhecimento é: o que recebemos que não foram benções, foram lições que a vida nos proporcionou para que superássemos alguma de nossas limitações. Dessa forma, só aconteceu o que foi possível e necessário para que eu me desenvolvesse.

Estar no passado não me deixa agir, pois o tempo não volta e não nos é permitido alterar o que já se foi. Nesse caso, nos é autorizado lembrar e escolher como queremos guardar essa vivência em nossos corações, nada além disso.

A segunda chave é não estar somente olhando para o futuro. Fazer planos faz bem, faz parte da organização e do crescimento, entretanto, pessoas que estão ligadas o tempo todo no amanhã, preocupados com metas e conquistas. Condicionando a sua felicidade aos seus objetivos, podemos nos tornar frustrados e deprimidos, uma vez que o amanha é incerto para todos e não possuímos a certeza que chegaremos lá. A ansiedade é um grande mal que assola a humanidade atualmente, mas do que se trata isso? De viver excessivamente no futuro, querendo ter um controle sobre a Vida que não nos é outorgado. É estar sempre no campo das ideias e intenções e, aqui, também não é nos permitido fazer muita coisa, não podemos agir. É nos concedido apenas esperar, acreditar e sonhar. No entanto, para que esses sonhos se realizem é necessário o tempo presente.

Este tempo presente, nos traz de PRESENTE a capacidade de AGIR. É AQUI e AGORA onde tudo acontece e se movimenta. Trago a palavra AQUI, pois quero dizer que o presente se encontra onde você estiver, não há um local específico. Falo isso, pois muitas pessoas conversam comigo e dizem que: eu consigo me conectar com o presente quando faço a minha meditação no meu jardim, quando estou em contato com a natureza, quando faço minhas orações no meu altar, quando pinto no meu ateliê e etc...

Sim e essas praticas são excelentes e podem te auxiliar a se conectar ao presente, eu até recomendo que escolha uma para você começar esse movimento. Contudo, isso não deve ser determinante, podemos estar no presente em todos os lugares e fazendo o que estiver fazendo: lavando uma louça, trabalhando, conversando, etc...esse é o lugar. Lugar de dar o primeiro passo, lugar de aprender algo novo, lugar de ser feliz.

Cito a palavra AGORA, pois é nesse exato momento: em que você lê esse artigo, em que você está vivo e respirando, com a idade que você se encontra, com a saúde que você estiver, é nesse momento o tempo de decidir e fazer algo por você, para você ou para outrem.

Estar no presente nos permite perceber o nosso eu, nosso ambiente, nossas relações, nos proporciona uma visão ampliada e sem julgamento, pois o passado já se foi, do jeito que aconteceu e o futuro pertence a algo maior. Então me calo dos dizeres e saberes a respeito de tudo e de todos, apenas observando. É na observação que vejo os desafios e encontro as soluções, crio o movimento necessário para realizar, impulsionado pelo que vivi em direção ao horizonte, ao desconhecido, ao crescimento. Nesse tempo não existe o ontem e o amanhã, existe um espaço onde encontro o eu e a essência, existe um silêncio profundo que habita a alma e ressoa em todo o universo.

Como fazer? Isso é de cada um, o que servirá para mim, talvez não seja o mesmo para você. Mas aqui vão algumas dicas que pratico? Respiração... Sim, respiro profundamente (no portal você vai encontrar algumas dicas bem legais a respeito disso), sinto meus pés tocando o chão, esvazio minha mente por alguns segundos. Breves segundos já são o suficiente para me trazer de volta.

E você já parou para descobrir o que te traz para o presente? O seu caminho para o estado de presença? Fica aí um desafio.



95 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ritmus