Hábitos Saudáveis 5 - Honrar


Mês de junho chegou e trouxe para meu coração lembranças da minha infância. Talvez pelas festas juninas que sempre haviam em nossa casa ou pelas cores das bandeirolas que alegravam meu coração. O que de fato sei é que gosto tanto desse período do ano que Deus me agraciou com a oportunidade de chegar a Vida assim, em meio aos festejos de São João.

E sempre nessa época me encontro em reflexão. Iniciando um novo ciclo de vida, me ponho a pensar: o que de fato estou fazendo com tudo que recebi e recebo? O que posso fazer para me tornar uma versão melhor de mim mesma? Quando olho para trás, quais marcas estou deixando na minha estrada? Qual o meu legado? Então, inevitavelmente penso em meus pais.

Será que estou valorizando a Vida que recebi deles? E o que estou fazendo com o que recebi de meus ancestrais? Nessa busca de respostas às perguntas que assolam minha cabeça, me encontrei com um aprendizado que senti vontade de compartilhar hoje, em mais um capítulo da série hábitos saudáveis: HONRAR.

Como assim, Dumara? Hábito de honrar? Honrar a quem? Como? E em que isso pode contribuir com minha Vida?

Vamos lá...

Quando buscamos o significado da palavra honrar, nos encontramos com as seguintes definições: prestar honra e respeito, reverenciar, tornar alguém nobre, engrandecer. Diante disso já temos uma idéia de quão valioso é esse ato de reconhecimento e de respeito.

Sim, trago aqui como um hábito, pois podemos aprender a honrar e praticar isso. Existem várias formas de honrar algo ou alguém e para facilitar essa prática propor um exercício:

Pense em uma pessoa que é muito importante em sua Vida. Agora lembre o que de mais valioso você recebeu dela. Pode ter sido um exemplo, um conhecimento, um gesto de amor, qualquer coisa que tenha valor para você pode ser até um objeto que você goste e te traz boas lembranças .

Aposto que você sentiu um quentinho no coração quando lembrou né?! Isso é gratidão e já é um sinal de reconhecimento, entretanto, o que proponho aqui é honrar e, isso vai além de sentir gratidão.

Então, pense nesse presente especial. Agora se imagine compartilhando ele com alguém. Se você pensou em um objeto, imagine ele em uma exposição, em um lugar de honra, sendo visto por inúmeras pessoas. Se pensou em um aprendizado ou um exemplo que você recebeu, se imagine ensinando isso a alguém. Como você se sente ? E como estará o coração de quem lhe presenteou?

Para honrar o que recebemos, devemos passar adiante o que nos foi dado. Devemos compartilhar esse presente. Isso faz com que esse legado, essa memória, essa vivência se mantenha viva em nossa história e em nosso coração.

E, assim, será com tudo o que recebemos: Com os gestos de amor que ganhamos e passamos adiante, com as gentilezas que nos fazem pessoas mais dóceis e dispostas a servir. Com o conhecimento que recebemos de nossos professores e mestres e compartilhamos em nossas reflexões. Com o dinheiro que ganhamos fruto de nosso trabalhamos e distribuímos através do consumo de produtos e serviços. E, principalmente com a Vida que recebemos de nossos pais.

E aqui falo de uns dos princípios para uma Vida próspera: Honrar Pai e Mãe. Podemos honrar nosso pai e nossa mãe, mesmo que eles tenham sido péssimos pais ao nossos olhos e, podemos hora- los até quando não tivemos a oportunidade de conhecê-los. Afinal, somos metade papai e metade mamãe e, embora, nosso consciente não reconheça nossos pais, a nossa sua fisiologia e nosso subconsciente sabem da existência deles. E, se pararmos um pouquinho para nos conhecer, conheceremos também nossos pais.

Perceberemos que a facilidade em realizar determinada tarefa, ou ter certa capacidade ou dom pode ter vindo através da família da nossa mãe. Ou que a habilidade em fazer as pessoas se alegrarem pode ter vindo através de nosso pai. E eu garanto se pararmos um pouquinho para examinar encontraremos muitas preciosidades para agradecer e honrar.

Independentemente do que nossos pais tenham feito, eles autorizaram que chegássemos até aqui. Eles permitiram que o fluxo da Vida seguisse adiante através da sua existência e da minha existência. E, se você e está lendo esse artigo, com certeza você recebeu inúmeros presentes da Vida e pode compartilhar o que recebeu.

Quando honramos o que recebemos, alegramos àqueles que nos presentearam que, por sua vez, se sentem respeitados, engrandecidos e recompensados.

Esse simples ato de honrar nos possibilita crescimento e prosperidade, passamos a receber mais e compartilhar mais. Passamos a atribuir o justo valor ao que recebemos através de nossas palavras e ações, valorizando também a nossa história e a nós mesmos.

E ai? O que você pode levar adiante daquilo que a Vida lhe presenteou? Pense nisso!


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo