Maria Maria


Amadas amigas, seguimos banhadas pelas águas do amor que esse mês nos proporciona.

Tantos artigos lindos nos convidando a mergulhar nesse oceano interno, mar de possibilidades, horizonte de oportunidades. Seguimos navegando entre belas palavras que nos preenchem o coração, e como um belo presente, agora podemos ouvir cada conteúdo aqui apresentado, como uma bela canção, através do novo formato que o portal Senhora de Si nos traz. Que alegria poder falar também com vocês, e mais que isso, escutar.


Escutar cada palavra vibrando em mim, me energizando, me animando, me emocionando, me fazendo refletir e principalmente me fazendo sentir. O que me motivou a estar aqui entre tantas mulheres que eu admiro, é a possibilidade de encorajar a mulher a ouvir a própria voz e assim poder falar do lugar que é seu. Então, agora podermos literalmente OUVIR o que o portal tem a nos dizer para mim é uma imensa vitória.


E por falar em dar voz, a música de hoje é um verdadeiro hino à mulher.

Hino que fala do dom e da magia que é ser mulher.


Ser mulher é estar sempre alerta aos sinais e intuições que a vida nos apresenta. É sentir-se merecedora de amar e ser amada, e acima de tudo reconhecer o próprio valor e amar-se a si mesma. Amar a si mesma é conhecer os próprios desejos, reconhecer as próprias inseguranças e valorizar as virtudes que possui. Ser mulher é respeitar a si mesma e os emaranhados sentimentais que nos envolve, pois vejo que é respeitando-se e conhecendo a si mesma é que podemos desemaranhar o mistério que há em nós.


Ser mulher é ouvir a própria voz, é ser cor para os próprios dias, mesmo eles sendo coloridos ou não. Ser mulher é valorizar o suor que nos escorre pelo rosto na nossa batalha diária. Ser mulher é poder dosar a força e a suavidade. Ser mulher é chorar, é sorrir, é ser flexível, é ser quem se é, é “aguentar o tranco” e cantarolar que venceu.


Isso tudo é o que eu escuto, quando a belíssima canção Maria Maria, de Milton Nascimento toca em meu coração. Uma canção que frequentemente escuto para me lembrar que é preciso ter força, que é preciso ter raça, é preciso ter gana para que eu possa trazer no corpo a marca de Maria Maria. Uma música que me faz entender que nem sempre é só força, as vezes é preciso ter manha, ter a graça de sonhar sempre. Pois a delicada força de Maria Maria é o que faz com que insistamos em ter fé na vida.


Maria é a mulher que luta pelos seus sonhos, independentes de quais sejam. Tem Marias que querem ser médicas, Marias que querem ser cantoras, Marias que querem viver livremente e conhecer o mundo, Marias que querem ser mães. E está tudo bem, Maria sou eu, Maria é você, Maria é toda mulher que batalha pela vida e busca ser feliz.


Um fato interessante é que a música Maria Maria já foi gravada por diversos cantores desde 1978 e ficou eternizada na voz da grande Elis Regina em 1980, porém o compositor da canção Milton Nascimento veio lançar o clip oficial da música apenas em 2018.


O clipe e a versão da canção interpretada com maestria é uma obra prima que toca a alma, e principalmente mostra força e a delicadeza da mulher através das nossas mais belas formas, gestos, cores e sorriso.

Desejo que Maria esteja sempre viva em nós.

Com amor,

Maria.



45 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ritmus