Nutrindo-se de valores


Quero falar aqui sobre esta oportunidade, num momento tão delicado, de aproveitar a reclusão social para ativar percepções e também a prática de algo tão valoroso: a união familiar. A possibilidade de resgatar valores, que muitas vezes estão esquecidos pela dinâmica acelerada da rotina da maioria das pessoas. Valores estes que precisam ser ativados, cultivados e fortalecidos.


Como podemos ativar?


Estabelecendo práticas constantes, a virtude da constância é o atributo fundamental para o auxílio do equilíbrio, seja material ou espiritual, pois ela nos disciplina e nos traz resultado.

Estou aqui vendo uma oportunidade para se fazer isso. Como?


Atitudes as quais considero importantes e que talvez, hoje você possa fazer.

Por exemplo, fazer as refeições junto a sua família.

Agora eu te pergunto – há quanto tempo você não faz isso? E se faz, com qual frequência?

Este é um dos momentos mais sagrados dentro do seio familiar. Além de acontecer a nutrição, que é tão importante para o nosso desenvolvimento físico, também é um dos momentos que vivenciamos as maiores trocas.


Podemos ainda, exercitar nossa atenção (principalmente deixando o celular de lado), que nos possibilita conectar ao espiritual, como por exemplo, se fizermos uma oração, agradecendo o pão nosso de cada dia. Além disso, podemos simplesmente ouvir nosso cônjuge e nossos filhos. Talvez você não tenha percebido que as crianças amam falar nesse momento. Os meninos, que muitas vezes não conversam tanto, também se manifestam na hora das refeições com mais facilidade e, pra conhecermos nossos filhos e família precisamos ouvi-los.


Atitudes simples nos conectam aos reais valores: atenção, preenchimento, cuidado e amor.


Quando a falta interna destes elementos é menor, o dinheiro rende mais, e o que parecia pouco se torna o suficiente.


Por:


35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Inscreva-se aqui para receber novidades sobre nosso site e eventos

  • Facebook
  • Instagram

© Copyright 2020 - Todos os direitos reservados