O melhor presente no dia das Crianças


Em homenagem as crianças do nosso viver, filhos, sobrinhos, enteados, afilhados, filhos dos amigos, e de todas as que fazem parte. Qual seria o melhor presente?


Estamos nos aproximando da data do dia 12 de outubro onde existe uma comemoração voltada as crianças, principalmente por conta do comércio, visto que lembrar e zelar pelas crianças é algo que se deve fazer constantemente.


Muitas pessoas ficam preocupadas em poder agradar seus pequenos com presentes, de preferência caro e tecnológico.


A reflexão que te convido a fazer hoje é a seguinte:


O que elas realmente querem e precisam?


O que influência as crianças a quererem determinados brinquedos, a ter determinada característica de consumo?


Você sabia que ninguém nasce consumista?!


No Brasil, a publicidade na TV e na internet são as principais ferramentas do mercado para a persuasão do público infantil, que cada vez mais cedo é chamado a participar do universo adulto, sendo exposto as complexidades das relações de consumo sem estar preparado.


As crianças são tratadas como consumidores mirins, elas têm uma tendência a seguir o comportamento dos pais, e a desenvolverem uma fidelidade por marcas, aprendendo a serem consumista por um sistema imposto de padrões estabelecidos, pelo âmbito familiar, meio social e mídias.


Nossa crença pelo dinheiro e necessidades começam a ser moldados desde a infância, quando pais ausentes querem compensar a falta da presença com brinquedos, e o que acontece na maioria das vezes é que essas crianças estão sempre insatisfeitas querendo algo mais.


Ao contrário do que muitos pensam, o brinquedo não tem o poder de aliviar a falta, quando é feito esse tipo de compensação o resultado pode ser ainda mais destrutivo.


A questão aqui, não é se presenteio ou não a criança – essa decisão deve ser da família. Mais sim de trazer algumas reflexões sobre o nosso movimento em relação ao dinheiro, e perceber que nossas decisões podem ser mais conscientes em relação ao consumo e de que maneiras estamos contribuindo com nossa sociedade.


O que podemos fazer para contribuir nesse processo de transformar, a nossa percepção e a das nossas crianças em relação ao consumo?


* Que tal começar a educação financeira com seus filhos – a mesada é uma ótima maneira para fazermos isso acontecer. Temos condição de ensinar valores monetários e valores morais como honra, generosidade, gratidão, equilíbrio entre outros.


* Se for comprar um presente, escolha de forma consciente – não há problema em presentear uma criança em ocasiões especiais. Devemos ensinar as crianças que ganhar presente não é a única forma de comemoração.


* Seja criativo – ensine as crianças que essa data não precisa passar em branco por não ter presente comprado. Você pode criar experiências novas que tenham interesse das crianças.


* Prepare a pipoca e faça uma sessão de cinema! As crianças adoram se reunir com a família, e principalmente se os pais demostram interesse pelo seu mundo.

Lembre-se a presença é o melhor presente.

Vamos juntos construir um futuro mais prospero para nossas crianças, convidando eles a participar dessa construção.



158 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo