Somos mulheres cíclicas – Parte 3


Olá, manas! Como vocês estão?! Eu estou me sentindo honrada e alegre, pela oportunidade do nosso reencontro. No dia 15 de outubro, celebramos o dia dos professores e das professoras. Nesse dia, foram emocionantes as homenagens e o reconhecimento pela importância dessa profissão para toda sociedade. Inspirada nessa reflexão, meu coração ficou pleno de gratidão. Que alegria ter pessoas tão especiais que iluminaram, e me guiam a cada dia. Assim, honrei minha mãe, que é minha primeira professora, e minhas ancestrais.

Em especial, honrei a nossa Mãe Terra da qual todas nós somos filhas e filhos, e que também é nossa professora, que entre tantos ensinamentos, nos ensina pela sua prática, a importância da observação dos ciclos.


Tudo na natureza é cíclico. Por exemplo, toda planta, se inicia de uma semente, depois passa a ser um broto, posteriormente floresce e ao fim se transforma numa folha seca. Cada uma dessas fases tem sua importância e sua beleza. E nós que fazemos parte da natureza também somos cíclicas. Através desse estudo podemos fortalecer nosso autoconhecimento e favorecer atividades que estejam em mais harmonia com cada ciclo.

Vamos retomar o inicio do nosso estudo, para as manas que estão chegando agora, quais são as fases do nosso ciclo:

Fase 1- menstruação = semente= energia da lua nova;

Fase 2- folicular= botão de flor = energia da lua crescente;

Fase 3-ovulação = florescimento = energia da lua cheia;

Fase 4- lútea (período pré-mentrual) = folhas secas = lua minguante.

Quem, ainda, não leu os posts sobre as fases 1 e 2, que antecedem o estudo de hoje, sugiro que façam essa leitura prévia, para ter o estudo completo de cada fase do nosso ciclo. Lembrando que essas fases valem para todas as mulheres, mesmo para aquelas que já não estão menstruando, ou não tem útero.

Aqui, na parte 3 do nosso estudo, seguimos aprofundando a fase lútea ou fase da Mãe. O que isso significa?

É a fase da ovulação, quando a semente já floresceu. Geralmente, nessa fase, estamos mais extrovertidas, criativas e a sexualidade também está aumentada. Essa fase facilita a conexão com seu lado maternal, doando amor, nutrindo e zelando de si, de suas relações e das pessoas que estão no seu seio familiar. Nessa fase além de doar você também sustenta o que oferece. Poderosa, né?!

Importante para essa fase, buscar o equilíbrio dessa energia da mãe. Se a mulher reprime essa força pode se desconectar dos vínculos provenientes da partilha e cuidado de outras pessoas. Por outro lado, uma mulher que se deixa dominar por essa força, doa-se de modo constante, sem reconhecer suas próprias necessidades, também está em desarmonia e precisa olhar mais para si. Vale ainda lembrar que essas são maneiras que geralmente se apresentam nessa fase, mas como cada uma de nós, somos únicas, também podemos florescer de forma singular.

Para melhor aproveitar essa fase, faço algumas sugestões:

1. Procure amigos e familiares que você está distante e faça um movimento de reaproximação. Pode ser por meio de uma carta (ou e-mail), telefone, ou qualquer outra maneira que possa estabelecer uma conexão. Aproveitando assim sua capacidade aguçada de se expressar, e também de se interessar mais pelo outro;


2. Aproveite essa fase Mãe e entre em contato com sua mãe. Faça desse encontro um momento especial. Seja um encontro físico ou meditativo. Expresse seu amor, sua gratidão. Peça e receba orientação. Sinta a nutrição que vem do amor.


3. Dentro das possibilidades, esteja em contato com a natureza. Sinta-se parte dela. Aproveite todas as formas de recebimento de suas energias. Vale um banho de sol, banho de lua, contato com os pés na terra, banho de rio ou de chuva... aproveite o chamado da Mãe Terra e se entregue de coração;


4. Use roupas que valorizem seu momento extrovertido, talvez menos sexys do que na fase donzela e sim que sejam mais confortáveis, mas também tenham uma dose de sensualidade. Aproveite as roupas coloridas e os acessórios que realcem seu próprio florescimento;


5. Nessa fase também estamos mais receptivas às ideias de outras pessoas. Aproveite para movimentar os trabalhos em grupos e reuniões;

E aí, como você se observando em cada fase de seu ciclo?! Já percebeu quais são suas necessidades e facilidades para cada fase que já estudamos juntas?!

Seguimos juntas e com gratidão.

Beijos floridos.



41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo