Sementes do amanhã


Olá minhas queridas amigas, leitoras deste portal de amor!!!


Nesta nossa grandiosa jornada pelo tempo, adentramos mais um mês, que é agosto.


Quantas de nós já “brincamos” ou escutamos por aí que é À gosto de Deus, então se é assim, tenho certeza que coisas boas estão chegando até nós, afinal, eu me rodeio da tranquilidade em crer que Deus tem bom gosto.


E seguimos de mãos dadas com a esperança de dia melhores e abraçadas com fé de que um novo tempo está chegando.


Esta semana em reflexão e gratidão a vida por colheitas tão aguardadas, senti que vale a pena seguir plantando, e tendo a certeza que minhas ações hoje estão intimamente ligadas ao meu futuro.


Assim, escutei e cantarolei uma canção muiiito especial de um dos grandes Mestres da Música popular brasileira chamado Gonzaguinha, Sementes do Amanhã.


Uma canção que começa com a leveza da criança, traz a alegria do brincar e a olhar puro da esperança, lembrando que hoje é semente do amanhã.


Uma canção que parece até que foi feita para 2020, quando nos diz para não ter medo que esse tempo vai passar, o que é preciso fazer é manter a calma e acreditar nos sonhos que se tem.


E que força que nos traz ao dizer: nunca se entregue, nasça sempre com as manhãs! Acordar todos os dias com as manhãs me remete ao nosso recomeço, todos os dias é uma grande oportunidade de viver, de celebrar a vida e suas manifestações, ver a luz do sol e respirar.


Que alegria poder deixar a luz do sol brilhar no céu do nosso olhar.

Eu me perguntei essa semana como é deixar essa luz brilhar, e me encontrei com meus sonhos, com a gratidão pela vida e as infinitas possibilidades de ser feliz, me lembrei dos meus amigos, do bem que podemos fazer, da beleza da natureza ao meu redor e poder usufruir desse presente do arquiteto do universo.


Mas Gonzaguinha nos mostra como deixar essa grande luz dentro da gente, é tendo fé na vida, no ser humano, fé no que está por vir. E quando nos enchemos de fé percebemos em nós a força da realização, pois nós podemos tudo e podemos ser e mais.


Ele conclui esse doce argumento dizendo: vamos lá fazer o que será! Que me lembra que não adianta apenas ter fé, é preciso movimentar a energia boa das coisas que desejamos que aconteça, pois nós podemos tudo, depende de nós!


Então, Vamos lá, com bom ânimo e disposição realizar o que se sonha?!


Convido a todas vocês a escutarem a interpretação de Erasmo Carlos em um show ao vivo, eu adoro essa versão, pois tem um arranjo lindo.


Desejo que o sol possa brilhar hoje e sempre em nossos olhares!




22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ritmus