Celebrar os ciclos


Você já parou para pensar de que forma os ciclos da Natureza influenciam as nossas vidas?


O dia e a noite, as fases da Lua, os solstícios e equinócios que ocorrem durante o ano são ciclos fundamentais que regulam o equilíbrio da Terra.


Eles também refletem em nós tanto na nossa estrutura física através da bioquímica e do nosso sistema hormonal, quanto na nossa psiquê atuando constantemente em contração e expansão tal qual a respiração que nos mantém vivos. Esses processos podem ser vivenciados conscientemente quando marcados e registrados através de rituais de passagem.


Dia 22 de junho iniciamos um novo ciclo na terra, no hemisfério sul iniciamos o solstício de inverno, um momento de inspiração e introspecção que podemos aproveitar com os significados que isso traz. No Brasil vivenciamos no dia 24 a celebração a São João Batista que nos revela simbolicamente o prenúncio da Luz.


Exatamente nesse momento em que as noites são mais longas do que os dias e um friozinho nos chama para um recolhimento, podemos aproveitar para nos prepararmos para um novo florescer, para uma ascensão primaveril da alma, reacendendo em nosso interior a Luz do Amor e do perdão que nos mostra o caminho da salvação. Tal qual pilares que nos sustentam as festas do ano celebram a vida e nos chamam a uma reflexão a respeito da nossa missão.


A maneira que cada povo realiza essa celebração diz respeito a suas tradições culturais transmitidas através das gerações. Como mulher eu me sinto como uma guardiã dessas celebrações no meu seio familiar e por isso mesmo morando em outro continente onde vivenciamos ao nosso redor outra cultura e outros costumes decidi fazer a celebração a São João em casa em uma festa íntima.


Em Madagascar a comunidade cristã não está realizando celebrações públicas devido as atuais condições de cuidados preventivos. Nem por isso deixamos de vivenciar os movimentos que este equinócio nos traz. Especialmente quando temos crianças em casa vejo a importância de realizarmos esses rituais aproveitando para semear valores importantes e estabelecer uma conexão com a Natureza e o Divino.


Se vai ter fogueira, decoração, comidas e roupas típicas e música de festa junina, isso é da escolha se cada família. O importante é que mesmo com simplicidade possamos vivenciar essas transições e ciclos com o que é essencial: a ligação pelo coração.

Viva o solstício de inverno!

Viva a natureza que nos ensina a viver em harmonia!

Viva São João Batista!





33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ritmus